Mutirão

Mutirão tem 231 alunos aprovados em vestibulares

O Mutirão comprovou mais uma vez sua especialidade em aprovação nos vestibulares. Foram 231 alunos aprovados em 57 cursos diferentes, nos processos seletivos de verão 2014 das principais universidades e faculdades.

Os números são resultado de uma estratégia inovadora e moderna do Mutirão, que tem como objetivo final a colocação do aluno no ensino superior, com foco no Exame Nacional do Ensino Médio – Enem. Isso faz com que o estudante aproveite ao máximo os conteúdos e tenha o melhor desempenho, independente do curso, instituição ou processo seletivo que optar.

Confira uma entrevista com dois dos nossos aprovados.

Elisa Regina Freitas da Rosa – Medicina na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

- Como o Mutirão te ajudou nessa conquista? O método de ensino do Mutirão é ótimo. Tínhamos turmas reduzidas o que ajudava cada aluno a ter um atendimento melhor, aulas extras, professores excelentes, uma psicóloga ao nosso dispor. Sem o apoio e as aulas realizadas eu não teria alcançado essa conquista.

- Qual foi a importância dos professores e dos materiais didáticos? Os professores foram de suma importância. Todos eram empenhados em deixar claro cada matéria para os alunos, transmitiam confiança, pois eram objetivos. Assim tornando os materiais didáticos de fácil compreensão, apesar de conter matérias difíceis e com exercícios complicados. Tornando o aluno apto para as provas do Enem e dos vestibulares.

- Por que Medicina? Desde pequena sempre quis ajudar pessoas e vi na Medicina um meio de fazer isso. Dentre tantas opções, a Medicina, acredito eu, será a que mais me realizará, pois terei contato frequente e direto com pessoas que necessitarão de cuidados.

- Como tu e tua família receberam a notícia de que tu tinhas passado na UFRGS? Foi uma mistura de festa, emoção e preocupação. Festa por eu ter conseguido entrar na melhor federal do RS, emoção por ver o resultado da dedicação de cada dia de estudos e preocupação de ter que sair de casa e achar outro lugar para morar (risos).

- Algo mais? Só queria agradecer a cada professor que teve paciência comigo, e por toda ajuda que recebi do Mutirão. Sem eles com certeza eu não teria atingido meu objetivo.

 

Bernardo Santos Zucco – Medicina na Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) através do Sisu

- Como o Mutirão te ajudou nessa conquista? O Mutirão teve um papel fundamental nesse desafio, a partir do momento em que proporcionou uma referência para um estudo eficiente. Essa característica foi potencializada com o auxílio de uma ótima infraestrutura e uma atenciosa equipe que trabalha nos bastidores desse processo com tamanha singularidade que é o vestibular.

- Qual foi a importância dos professores e dos materiais didáticos? Os professores aqui no Mutirão acolhem os alunos como uma família, assim, essa característica foi essencial para que eu ficasse mais tempo no cursinho do que em casa. Nos momentos difíceis e estressantes que a rotina de estudos para o vestibular proporciona, esse apoio torna-se incondicional. Porém, não é somente um bom potencial humano que contribui, um material didático forte, feito por especialistas é fundamental para concursos cada vez mais concorridos.

- Por que Medicina? A escolha por fazer vestibular pra Medicina tem inúmeras razões, entretanto, é baseada principalmente em uma influência do cotidiano, pois minha família sempre teve pessoas com saúde debilitada e eu via nos hospitais e nos profissionais da área um porto seguro da minha família. Além disso, pesquisar e se dar conta da tamanha importância social que o médico possui na sociedade e as inúmeras necessidades que as pessoas possuem disso, principalmente aquelas sem recurso financeiro, me fizeram correr atrás desse sonho que é exercer a medicina como instrumento de saúde e bem-estar.

- Como tu e tua família receberam a notícia de que tu tinhas passado pelo SISU na UFPEL? Eu recebi a notícia de um amigo e colega do Mutirão, não estava em casa mas mesmo assim acho que as pessoas se surpreenderam com a minha reação na rua. Depois disso, ainda tinha que contar para meu pai e minha mãe, que não mora em Caxias. Pela reação ao telefone ficou tão feliz quanto eu, senão mais. Pelo entusiasmo tenho a impressão de que ao chegar em Ijuí, minha cidade natal, ela deve ter mandado colocar uma placa pra dizer que eu passei.

- Algo mais? Só queria deixar meu agradecimento aos professores do Mutirão e dizer àqueles que continuam nessa luta que é o vestibular, que a realização desse sonho é uma sensação surreal e compensará todos os seus esforços.

voltar
  • Rua Alfredo Chaves, 927
    Bairro Centro, Caxias do Sul - RS
  • CEP 95020-460
    Fone (54) 2101-9797

Colégio

Bento

Farroupilha

Site Mutirão 2013 - Todos os direitos reservados

Redes Sociais